Estágios Alunos

2020-1-pt01-ka102-078053 Learn and Work@EU

13 de abril de 2021

Os estágios continuam suspensos devido ao SARS COVID2, até haver condições de segurança para alunos e professores.

19 de janeiro de 2021

Todas as atividades de mobilidade estão suspensas até estarem garantidas condições de segurança. 

COVID 19

O Agrupamento de Escolas de Anadia tem um projeto de estágios no estrangeiro aprovado para 40 alunos, 10 cursos de jobshadowing para professores e 4 monitores .

Sendo inegável as competências que, quer os alunos quer os professores participantes desenvolverão nestas mobilidades, é igualmente inquestionável a importância do reconhecimento e validação das competências adquiridas em contexto de atividades transnacionais. Desta forma, todas estas questões serão endereçadas usando os instrumentos disponíveis. O reforçar a dimensão europeia da formação profissional dos jovens em contexto de trabalho, irá certamente promover a sua empregabilidade e estimular a consciencialização da importância da aprendizagem ao longo da vida.

Este projeto, ao permitir que os nossos alunos realizem estágios nas empresas europeias da mesma área do curso profissional que frequentam vai permitir o desenvolvimento de competências profissionais e pessoais com relevância para o próprio desenvolvimento pessoal, ao serviço da escola, da comunidade local de Portugal e da Europa.

Pretendemos valorizar a dimensão europeia da educação através do desenvolvimento de projetos transnacionais que impliquem a promoção da cidadania europeia assente na utilização de competências multilinguísticas e na mobilização de soft skills.

A oportunidade dos professores fazerem uma formação em contexto empresarial permitirá a interiorização de novos processos, técnicas e procedimentos e aprofundar o uso de metodologias didáticas inovadoras, para apoiar o processo de modernização e internacionalização da aprendizagem, mas também para responder às necessidades dos alunos promovendo sua inclusão;

No presente projeto, houve já necessidade de contactar entidades parceiras tendo já sido criadas algumas sinergias.

Com o desenvolvimento do projeto, estas sinergias podem ser sustentadas com valor acrescentado para o agrupamento. Mais, iremos ampliar a nossa rede de contatos através do estabelecimento de novas parceiras, nomeadamente nas empresas onde os alunos e docentes farão as mobilidades. Este processo pode ter um impacto na ação futura do agrupamento, aumentado o capital de conhecimento e experiência em contexto europeu.

A implementação deste projeto permitirá melhorar as seguintes áreas do AEA:

1. Melhoraria das competências do staff e capacidade de gestão:

– Crescimento de abertura profissional;

– Ampliação de competências linguísticas e profissionais;

– Experiência gestão de projetos de mobilidades do Programa Erasmus+, ganhando confiança para continuar.

2. Melhoria dos conteúdos, métodos e ferramentas de ensino e aprendizagem:

– Beneficiando da partilha de conhecimentos e atitudes (competências) do foro profissional, nomeadamente abordagens específicas e inovadoras das áreas das profissões dos cursos que constituem a oferta formativa do AEA.

3. Desenvolvimento das competências do staff e alunos;

– Exposição a um contexto internacional, com uma língua de trabalho diferente, vivenciando uma experiência distinta da do país de origem com mais autonomia, empreendedorismo e espírito crítico da sua aprendizagem.

4. Desenvolvimento de uma cooperação transfronteiriça sustentável.

– Estabelecimento de novas parcerias para desenvolver o plano estratégico do AEA, tornando-o mais aberto a novas oportunidades que melhoram a qualidade do currículo da escola;

– Forte internacionalização, podendo aprender e partilhar as boas práticas europeias, associada a um aumento do reconhecimento internacional.

Com a implementação deste projeto procuramos promover a dimensão internacional do AEA, sempre norteados por princípios como a inclusão, tolerância e respeito pela multiculturalidade.

O desenvolvimento de ações internacionais no contexto do presente projeto vai permitir nos alunos uma conciliação das competências técnicas adquiridas na formação da escola e as desenvolvidas durante a mobilidade. Relativamente aos professores, este projeto dará a oportunidade de refrescar as competências técnicas e posteriormente coloca-las ao serviço dos alunos, através da eventual alteração de práticas pedagógicas utilizando praticas mais inovadoras. No que diz respeito à organização como um todo, pretendemos melhorar a imagem do AEA e melhorar a qualidade do ensino.

São os seguintes os objetivos que pretendemos alcançar com o presente projeto:

– Promover e apoiar os alunos e professores participantes no desenvolvimento das suas competências pessoais e profissionais em contexto transnacional;

– Melhorar a proficiência da língua inglesa em 20%, sensibilizando os participantes para as questões da interculturalidade e o multilinguismo, promovendo simultaneamente a equidade, a coesão social e a cidadania ativa;

– Promover a processo de internacionalização do agrupamento, alargando a rede de parceiros internacional em pelo menos 25%;

– Reforçar as sinergias entre o ensino profissional, o emprego e o empreendedorismo;

– Efetuar o reconhecimento e validação de competências e qualificações obtidas em contexto de mobilidade transnacional por 100% dos participantes;

Tem-se tornado óbvio que uma escola que procura qualidade e o sucesso da sua comunidade, tem de se introduzir nas suas vivências novfos métodos ou ferramentas de ensino e deverá incrementar as competências do seu pessoal para que estes possam incrementar as dos seus alunos. No que concerne às competências linguísticas as mobilidades reforçam-nas de forma inequívoca sendo essencial num contexto multicultural e multilíngue como é a Europa.

As atividades terão início em setembro de 2020, mas só haverá mobilidades quando estiverem garantidas as condições de segurança relativas ao COVID19.